3 aspectos para considerar ao escolher um ATS

Existem diversas formas de fazer a gestão de talentos no processo seletivo da sua empresa. Caso a sua empresa seja pequena e tenha poucas vagas abertas, é possível utilizar planilhas para essa função. No entanto, se você tem um grande fluxo de talentos, isso deixa de ser uma tarefa tão simples.

Além disso, se o seu time está buscando desenvolver um recrutamento data driven, é preciso ter uma ferramenta que te permita trabalhar com uma grande quantidade de dados de forma simples e rápida.

Por esse motivo, grande maioria das empresas opta por utilizar um ATS para auxiliar no processo de recrutamento, reunindo dados desde a atração até a contratação dos talentos.

Diante de tantas opções disponíveis no mercado, escolher o software ideal para a sua empresa pode ser uma tarefa difícil. Por isso, nesse artigo, trazemos 3 aspectos essenciais que você deve observar ao optar por um ATS.

O que é um ATS?

Se você não sabe o que é ATS, a sigla significa Applicant Tracking System, ou “Sistema de Rastreamento de Candidatos”, em português. Ele é um sistema que tem como objetivo auxiliar no processo de recrutamento, contemplando todas as etapas envolvidas.

Um dos seus principais benefícios é a possibilidade de que diversos times da sua empresa acessem e acompanhem a jornada dos talentos no seu processo. Isso possibilita que gestores de diferentes áreas abram suas vagas direto no software, avaliem os candidatos e registrem todas as informações no mesmo lugar.

Como ele centraliza todas as informações tanto do processo quanto dos talentos, é possível utilizar filtros para automatizar etapas e identificar os profissionais mais alinhados com as oportunidades abertas. Além disso, os históricos de cada talento são arquivados, o que permite que profissionais que já passaram pelo seu processo sejam reavaliados para a mesma vaga ou outras posteriormente.

É possível ainda mapear quais canais trazem candidatos mais qualificados, mapear as taxas de conversão entre cada etapa, divulgar vagas diretamente nas redes sociais da sua empresa, dentre diversos benefícios, tudo isso economizando tempo da sua operação, já que o seu time não vai precisar lidar com dezenas de planilhas para cada vaga aberta.

E quais são os principais aspectos para a escolha de um ATS?

Coleta de dados

O primeiro aspecto a se observar é relacionado à coleta de dados. Se você quer ter um recrutamento data driven, você não precisa puramente de dados, mas de bons dados, que te permitam tirar conclusões sobre o seu processo.

Ao utilizar um ATS, você passa a reunir em um só lugar todas as informações coletadas ao longo da jornada com os talentos. Por isso é importante analisar que tipo de informação o software permite que você extraia, visto que quanto mais dados relevantes você tiver, mais análises o seu time pode fazer.

No nível mais básico, é importante que o ATS te indique em que etapa do processo cada talento está, se os feedbacks foram enviados, quais são as datas de entrevistas e testes técnicos, etc. É interessante também que exista a possibilidade de configurar notificações e lembretes para eventos no processo, evitando que ações importantes sejam esquecidas.

Além disso, uma característica valiosa é que ele possua integração com os programas que você utiliza, como por exemplo a plataforma que a sua empresa escolha para aplicar testes técnicos. Caso contrário, você terá que alimentar manualmente o ATS com esses dados e isso vai tomar um tempo significativo do seu time.

Se você tem um grande volume de talentos no funil da sua empresa, você precisa lidar com muitos dados referentes a cada uma dessas pessoas e aos processos em que elas estão. Por isso, quanto mais dados relevantes o ATS coletar de forma automática, mais rápido se torna o seu processo e você ainda diminui os riscos de perder ou trocar informações importantes.

Visualização de dados

Além de coletar os dados, eles precisam ser de fácil visualização dentro do ATS, para que o seu time possa acessá-los de forma simples. Se a análise desses dados for muito complexa e pouco user friendly, isso não fará parte do dia-a-dia do seu time e a sua empresa deixará de gerar insights importantes sobre o seu processo.

É importante também entender e definir quais são os principais dados que o seu time precisa acessar diariamente, buscando um software que disponibilize-os e atenda às suas necessidades.

Exportação de dados

Esse último aspecto é especialmente importante caso você queira desenvolver um recrutamento data driven. Para fazer análises mais profundas sobre os dados do seu processo, o ATS precisa permitir que você exporte as informações armazenadas.

Esse é o modo que você terá para que o seu time cruze informações com outras áreas da empresa e faça análises importantes, como:

  • Entender se as taxas de conversão entre as etapas estão relacionadas com os canais de aquisição;
  • Entender se as taxas de retenção estão relacionadas com os canais;
  • Comparar as avaliações do talento no processo seletivo com o desempenho dele ao ser contratado;
  • Dentre outras.

O número de análises que a sua empresa pode fazer a partir dos dados coletados pelo ATS é muito extensa, e vai permitir que o seu time trabalhe constantemente na identificação de gargalos e na otimização do processo.

Se a sua empresa tiver um time de dados, growth ou de business analytics, você também pode enviar esses dados para que eles analisem com outras ferramentas, dando ainda mais inteligência para o seu recrutamento.

No entanto, tudo isso depende da possibilidade de extração, dos formatos e de quais dados o seu ATS te permite exportar.

Conclusão

Fazer a gestão do seu processo de recrutamento e dos dados relacionados a ele pode ser um processo simples ou complexo, dependendo das ferramentas que você utilize.

Na hora de fazer essa escolha é preciso ter uma visão crítica e entender quais dados são importantes para o seu processo evoluir constantemente, e a partir disso comparar as ferramentas de coleta, visualização e exportação de dados das principais empresas disponíveis no mercado.

Utilizar um software de gestão vai economizar bastante tempo do seu time ao reduzir operações manuais e centralizar todas as informações que você precisa. No entanto, se a sua empresa quer desenvolver um recrutamento data driven, escolher um bom ATS fará toda a diferença.

Receba talentos qualificados diretamente no ATS da sua empresa

A Intera realiza todo o processo de prospecção, triagem e envio dos melhores talentos para preencher vagas de Tecnologia, Produto, Data, Marketing e Vendas de forma rápida e assertiva.

Depois de selecionar profissionais qualificados para as suas vagas, realizamos o envio dos perfis diretamente para o ATS da sua empresa! Simples e prático, sem burocracia.

Quer saber como fazer isso? Entre em contato com a gente!

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba novos conteúdos sobre recrutamento digital através do seu e-mail

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba novos conteúdos sobre recrutamento digital através do seu e-mail

Rolar para cima