5 dicas de ouro para ser um bom Tech Recruiter

Com o avanço exponencial da tecnologia, torna-se cada vez maior a concorrência por profissionais tech e, consequentemente, a dificuldade em atrair e selecionar esses talentos.

Diante desse contexto, os Tech Recruiters vêm se tornando profissionais ainda mais necessários no mercado.

Sabemos que o trabalho de um Tech Recruiter não é nada fácil.

Existem diversas atribuições no dia-a-dia, que vão desde atrair e selecionar talentos até se relacionar com os gerentes de contratação (o que pode ser um grande desafio).

Diante disso, separamos 5 dicas de ouro que vão te ajudar nessa função e fazer com que você se destaque na sua empresa. 

1. Entenda o que a sua empresa realmente precisa.


Ser um bom Tech Recruiter vai muito além de atrair e selecionar talentos para as vagas abertas da sua empresa.

Se trata de entender o que a empresa realmente precisa e buscar pessoas que tenham as características compatíveis com o desafio.

Esse é um desafio não apenas para Tech Recruiters, mas para qualquer recrutador.

É preciso entender qual o momento da empresa, tanto em termos de negócio quanto em termos de time e cultura, para buscar talentos que tenham um bom encaixe nesse tipo de ambiente.

É muito comum que empresas contratem profissionais que abandonem o cargo logo após a contratação, por terem se frustrado com o desafio encontrado ou com a dinâmica de trabalho.

Saber exatamente qual é a realidade da empresa e da vaga em questão e definir que tipo de pessoa terá match com a oportunidade é um trabalho extremamente analítico, mas essencial para encontrar bons talentos e diminuir o turnover.

Faz parte do papel do Tech Recruiter transitar entre as áreas da empresa para entender qual é a realidade de cada uma, qual é a dinâmica de trabalho, quais são os principais desafios e quais são as características do time.

Além disso, você também terá o desafio de passar essas informações para os talentos de forma clara, deixando-os cientes e preparados para os desafios que eles irão enfrentar ao entrar na empresa.

Se debruçar sobre a realidade da sua empresa para entender o que ela realmente precisa vai te ajudar a atrair e selecionar talentos que, além de terem bons perfis, estão verdadeiramente preparados para enfrentar os desafios da vaga.

2. Aprenda a falar a mesma língua dos seus gerentes de contratação


Apesar de lidar com profissionais de tecnologia todos os dias, a área de desenvolvimento não é a área de atuação dos Tech Recruiters.

Por esse motivo, às vezes podem haver falhas na comunicação entre os gestores e os recrutadores.

Ao falar sobre os desafios e requisitos da vaga, os gestores podem achar que estão sendo claros, mas na verdade não estão.

Por outro lado, os recrutadores podem achar que entenderam o desafio, mas na verdade não entenderam, por não dominarem a tecnologia.

Essas dificuldades na comunicação acabam deixando o processo com muitas falhas, dificultando o encontro de bons talentos.

A dica para superar esse desafio é, em primeiro lugar, aceitar que você não pode saber tudo sobre uma área que não é a sua área de atuação. E em segundo lugar, é correr atrás e tentar aprender.

Ao invés de ouvir que o seu gerente de contratação precisa de um desenvolvedor sênior que tenha experiência com COBOL e AWS e buscar essas palavras no LinkedIn ou no currículo dos talentos, que tal aprender o que essas coisas realmente significam na prática?

A dica que te damos aqui é para mergulhar no mundo da tecnologia e entender um pouco melhor sobre cada coisa.

Se um dos requisitos da vaga é que o talento tenha experiência com microsserviços, converse com os seus gerentes de contratação para entender o por que desse requisito.

Por que isso é necessário para a vaga? Para que o time vai utilizar isso?

Essa é uma boa forma de começar a aprender e vai te ajudar a avaliar melhor as experiências dos talentos quando eles falarem sobre elas na entrevista.

3. Defina estratégias que realmente façam sentido


Você sabe todas as tecnologias que a vaga precisa, sabe a senioridade, sabe o tipo de experiência que a pessoa precisa ter vivido para desempenhar bem a função… mas o que você vai fazer para encontrar essas pessoas?

Um bom Tech Recruiter domina as estratégias de hunting e já sabe o caminho das pedras para encontrar os melhores profissionais.

Ele já tem comunidades mapeadas, já desenvolveu relacionamento com diversas pessoas influentes na área, já sabe que empresas são boas referências para a sua empresa, quais trabalham com as mesmas tecnologias…

Existe uma infinidade de possibilidades para encontrar talentos. Esse é o motivo, inclusive, de um dos nossos Ways of Thinking (um dos pilares da nossa cultura) aqui na Intera, ser que as possibilidades nunca se esgotam.

esgotou as possibilidades?

Mas diante de tantas possibilidades, pode ser difícil definir por onde começar, ou até descobrir quais ações deram certo ou não.

Por isso é importante que você faça uma boa gestão das suas estratégias e registre sempre os canais utilizados.

Tenha um local para guardar os insights de cada vaga feita, para que quando uma vaga semelhante se abra, você ou outros Tech Recruiters já saibam o que fazer.

Quanto mais informações você conseguir registrar, melhor!

Você pode anotar os canais que utilizou, em quais comunidades postou a oportunidade, em quais job boards abriu a vaga, quais foram as copys utilizadas. Registre sempre o que funcionou e o que não funcionou.

Uma boa prática também é tirar um momento da sua semana para estudar o mercado.

Pesquise sobre as tecnologias que as empresas estão usando, quais empresas estão contratando, quais estão demitindo… Crie relacionamentos com profissionais de diversas áreas.

Tudo isso vai te ajudar a definir onde buscar bons talentos que possam ter match com as suas vagas abertas.

Quando uma vaga nova abrir na sua empresa, consulte os seus registros e defina, no início do projeto, quais serão as suas estratégias iniciais.

Faça anotações sobre os seus resultados dia após dia e vá sempre retroalimentando os seus canais e aprendizados.

4. Faça uma boa gestão do seu funil de recrutamento


Um bom Tech Recruiter tem o funil de recrutamento como uma das principais ferramentas do dia a dia.

Ele sabe não apenas quantas vagas precisa fechar até um determinado prazo, mas quantas pessoas precisam passar por cada etapa do processo dia após dia para que o resultado esperado seja alcançado.

Você sabe quais são as taxas de conversão das etapas do seu processo? Sabe quanto tempo os talentos levam em cada etapa?

É preciso fazer esse cálculo para entender se o fluxo do seu funil está suficiente ou não, em que etapas do processo é preciso investir…

Ter um funil bem estruturado e com taxas de conversão realistas vai te permitir definir o número de abordagens que você precisa fazer no LinkedIn, o número de entrevistas que precisa realizar e até o número de pessoas que precisam estar na etapa de teste técnico dia após dia.

Fazer uma boa gestão do funil vai além de olhar para os números e definir se é preciso encher o funil de recrutamento ou se o fluxo está bom. É preciso ter um olhar crítico para esse funil.

Se uma etapa está com uma conversão baixa, algo pode estar errado e é preciso se atentar a isso.

Se o seu processo tem muitas desistências em alguma etapa, isso é um forte indicador de uma experiência do candidato que tem pontos a melhorar.

É preciso olhar para o funil visando não apenas fechar as vagas no tempo necessário, mas para identificar oportunidades de melhorias da experiência do candidato e otimizar sempre cada uma das etapas.

5. Seja um bom vendedor


Por fim, mas não menos importante, é preciso saber vender as oportunidades na sua empresa.

O número de posições abertas em áreas de tecnologia não para de crescer. Por outro lado, esse mercado ainda conta com um enorme déficit de profissionais qualificados.

Nesse contexto, os melhores profissionais são abordados diariamente para oportunidades de emprego.

Diante disso, abordar esses profissionais precisa ir muito além de uma simples apresentação de uma vaga aberta na sua empresa.

É preciso se conectar com a pessoa, entender seu momento de carreira, despertar desejo e fazer com que ela se encante pela sua empresa e pelos desafios da vaga.

É preciso ter um bom conhecimento de copywriting e literalmente saber vender a oportunidade.

 Leia também: Como ser um bom vendedor vai te ajudar a contratar os melhores talentos

Conclusão


Ser um bom Tech Recruiter não é uma função fácil. Existe muito por trás de encontrar e selecionar os melhores talentos para a sua empresa.

É preciso mergulhar na cultura da sua empresa e tentar enxergar coisas que outras pessoas não enxerguem, buscando entender genuinamente quais são os desafios existentes e quais são os tipos de pessoas que se dariam bem nesse ambiente.

Buscar conhecimento sobre outras áreas também é um grande desafio, mas que vai fazer toda a diferença para encontrar os melhores talentos.

Criar processos para fazer as coisas, definindo estratégias que fazem sentido e fazer uma gestão analítica do funil também vão fazer toda a diferença no seu dia-a-dia.

Por fim, é preciso ter a habilidade de genuinamente se conectar com as pessoas e dominar a arte de encantar através da fala.

O mercado muda de forma exponencial, novas tecnologias surgem a cada dia e isso faz com que seja necessário buscar novos conhecimentos diariamente.

Todas essas dicas vão te ajudar a se manter em constante desenvolvimento, mas é preciso sempre investir em novas estratégias para se aperfeiçoar ainda mais e ser um Tech Recruiter de destaque.

Compartilhe esse conteúdo:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram

Quer ficar sempre atualizado sobre o mundo do recrutamento?

Inscreva-se na nossa newsletter quinzenal e receba novos conteúdos sobre recrutamento digital através do seu e-mail!

Quer ficar sempre atualizado sobre o mundo do recrutamento?

Inscreva-se na nossa newsletter quinzenal e receba novos conteúdos sobre recrutamento digital através do seu e-mail!

Rolar para cima

Inscrição confirmada!

Agora você terá acesso aos materiais da Intera diretamente na sua caixa de entrada!

Aproveita ;)

Data
Report 2021

Um estudo sobre os profissionais de Data no mercado.

INTERA Logotipo