8 coisas que você não sabia sobre experiência do candidato

Um dos maiores desafios de criar um processo de recrutamento robusto é conseguir gerir e acompanhar todos os talentos que passam pela sua empresa. Isso faz com que muitas empresas não consigam proporcionar uma boa experiência do candidato, ou sequer olhem para isso como uma prioridade.

No entanto, as consequências disso são maiores do que parecem ser. Um candidato que tenha uma experiência ruim com a sua empresa representa muito mais do que uma mera opinião negativa sobre o seu processo.

Nesse artigo vamos te mostrar 8 coisas que você não sabia sobre experiência do candidato e que vão mudar a sua visão.

1) 72% dos gerentes de contratação dizem que oferecem job description claras, enquanto apenas 36% dos candidatos dizem o mesmo.

Fonte: Allegis Group

Uma job description que não seja clara o suficiente vai trazer alguns problemas para o seu time, dentre eles:
a) Mais candidatos no funil que estão desalinhados com os requisitos da vaga;
b) Desistência de bons candidatos, por não entenderem os desafios da vaga ou por acharem que não preenchem os requisitos;
c) Candidatos que têm suas experiências frustradas ao longo do processo;
d) Mais tempo gasto do time de RH com candidatos que não tem match com a oportunidade.

Por isso é importante que o seu time realmente se debruce sobre a elaboração da descrição da vaga. Uma dica para isso é ter um bom roteiro de elaboração da job description e envolver colaboradores de diferentes áreas da empresa na sua construção.

2) 60% dos profissionais em busca de emprego desistem enquanto preenchem inscrições de emprego online por causa do seu tamanho ou complexidade.

Fonte: CareerBuilder

Além desse fato, é importante mencionar que os melhores profissionais tendem a estar em boas empresas, e não costumam buscar oportunidades ativamente. Se o seu formulário de inscrição acaba sendo mais uma barreira para a conversão desses profissionais, sendo complexo ou grande demais, as chances de perder esse talento são grandes.

Construir formulários objetivos também é uma forma de evitar vieses inconscientes no seu processo.

Por isso, busque construí-los da forma mais objetiva possível, pedindo as informações que são essenciais para que o perfil seja avaliado. Não é necessário pedir mil e uma informações em um primeiro contato com o talento.

O que é realmente essencial saber sobre ele nesse primeiro momento?

3) 81% dos candidatos dizem que a principal coisa que aumentaria bastante a qualidade da experiência do candidato seria que os empregadores sempre comunicassem sobre o status do processo.

Fonte: CareerBuilder

Se o talento não sabe o status dele dentro do processo, isso já gera por si só uma sensação de cegueira, de falta de atenção da empresa.

Além disso, essa dúvida também faz com que ele esteja mais propenso a desistir do processo e buscar ou aceitar outras oportunidades.

Por isso é importante que os talentos recebam atualizações e feedbacks ao longo da sua jornada, sendo sempre informados se passaram para fases mais avançadas ou se já foram reprovados.

4) 63% dos profissionais em busca de emprego provavelmente irão rejeitar uma oferta de emprego por causa de uma experiência do candidato ruim.

Fonte: Software Advice

Imagine que o seu time teve todo o trabalho de fazer um longo processo, atrair talentos, realizar entrevistas, aplicar e corrigir testes técnicos, e encontra o candidato perfeito… mas ele recusa a proposta.

Para além de ser uma situação frustrante e gastar tempo do seu time, essa situação também significa perda de dinheiro para a sua empresa. E uma má experiência pode levar a isso.

Isso ocorre porque o processo seletivo é a primeira experiência do talento com sua empresa, é o espelho da sua marca empregadora. Se ela não for boa, as chances de o talento assumir que a experiência dele na sua empresa também não seria positiva são grandes. E é assim que bons candidatos se perdem.

5) Candidatos que não recebem uma oferta de emprego têm 80% mais chances de aplicar novamente caso tenham uma experiência do candidato positiva.

Fonte: IBM Smarter Workforce Institute 

Se um talento participa do seu processo seletivo, tem fit cultural e fit comportamental com a sua empresa, mas ainda não tem as experiências necessárias para o que a vaga pede, isso não significa que ele não terá no futuro, certo?

É importante que as portas estejam abertas para esse talento, para que quando ele adquira mais experiência, ou que quando surja uma vaga com mais match com as suas habilidades atuais, ele tenha interesse em se inscrever.

No entanto, se esse talento não teve uma experiência positiva, as chances dele se inscrever novamente para uma outra oportunidade diminuem bastante, certo?

6) 83% dos talentos dizem que uma experiência de entrevista negativa pode mudar a sua percepção sobre um cargo ou empresa que eles gostavam.

Fonte: LinkedIn

Assim como mencionamos anteriormente, se o talento tem uma experiência ruim, ele provavelmente não irá se inscrever novamente, e pode inclusive mudar a percepção positiva que ele tinha da sua empresa.

Isso reflete não apenas na sua percepção como profissional, mas na percepção como cliente. Ele pode deixar de comprar na sua empresa se teve uma experiência ruim. Com isso você perde não apenas um talento no seu processo, mas um cliente para a sua empresa.

7) 72% dos profissionais em busca de emprego que tiveram uma experiência ruim contaram para outras pessoas sobre ela, seja online ou pessoalmente.

Fonte: CareerArc

Se um talento tem uma experiência ruim, essa experiência dificilmente ficará só pra ele. Essa pessoa provavelmente compartilhará com alguém, seja da família, seja um amigo ou um colega de trabalho.

Ainda que ela não fosse o candidato ideal para a sua oportunidade, pode levar essa impressão ruim para alguém que tem tudo o que a sua vaga busca, e você acaba perdendo essa pessoa também.

8) Empresas que investem em uma experiência do candidato forte aumentam a qualidade das suas novas contratações em 70%.

Fonte: G2

Esse fato está bem ligado aos pontos que falamos anteriormente. Se a sua empresa proporciona uma experiência positiva, as pessoas retornam, recomendam, viram promotoras da sua marca. Isso aumenta bastante as chances de você ter um processo com leads mais qualificados.

Vale apontar ainda que um processo que alcança leads mais qualificados resulta em uma economia para a sua empresa, seja de tempo, seja de dinheiro.

Conclusão

Existem diversos benefícios em proporcionar uma boa experiência do candidato, que vão muito além de uma percepção ou feedbacks positivos dos talentos. Por outro lado, uma experiência negativa pode trazer diversos malefícios.

Se você quer contratar bons talentos para a sua empresa, investir no primeiro contato com essas pessoas é a dica de ouro!

Garantir uma boa experiência não é algo opcional, mas essencial.

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba novos conteúdos sobre recrutamento digital através do seu e-mail

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba novos conteúdos sobre recrutamento digital através do seu e-mail

Rolar para cima

Inscrição confirmada!

Agora você terá acesso aos materiais da Intera diretamente na sua caixa de entrada!

Aproveita ;)